Mães e Filhos

mae-e-filho-pixabayUma mãe chega a uma consulta comigo lamentando-se que o filho ou a filha tem problemas. Geralmente nestes casos são crianças pequenas, entre os 2 e 10 anos de idade, mas também podem ser adolescentes ou até adultos. Eu vejo a criança e não lhe encontro problemas particulares. Ok, pode ser um pouco irrequieta sim, um pouco nervosa talvez, inquieta, mas não tanto para encontrar nisso uma “deficiência” que leva os pais a ir de médico em médico à procura da solução. Então sugiro o seguinte: tratemos a mãe para essas (e outras) ideias, percepções e sentimentos em relação ao filho/a (e à sua vida no geral) e veremos o que acontece.  Continue reading “Mães e Filhos”

Em Relação…

hold-hands_origNão há dúvida de que vivemos numa sociedade individualista, uma sociedade que cultiva o indivíduo, o eu, onde sermos o mais auto-suficientes e independentes possível é considerado o ideal. “Eu não preciso de ninguém!” é dito com orgulho, “Eu estou bem sozinho!”. Sem dúvida que “mais vale só do que mal acompanhado” mas o mais profundo do nosso ser precisa de relação, precisa de se sentir conectado. Isto é absolutamente vital em nós.

O meu trabalho deu-me mais uma prova de que de facto juntos conseguimos muito mais. Os métodos que uso provam-se muito eficazes no alívio do sofrimento emocional e físico alheio mas, sempre que desenvolvi os mesmos sintomas em mim (por exemplo uma dor ou tensão muscular) tornam-se muitas vezes inúteis para aliviar o meu sofrimento. O mesmo sintoma noutra pessoa pode ser neutralizado geralmente facilmente e por vezes em segundos por um terapeuta, mas ele próprio se sente impotente de o fazer a si mesmo, mesmo que esses sintomas sejam os mesmos!

Continue reading “Em Relação…”

A Fibromialgia – e outras condições similares – são um problema bioenergético

dor-fibromialgiaLi um artigo no outro dia que fez confirmar mais uma vez as suspeitas que tinha que condições como a fibromialgia e outras similares (como fadiga crónica, etc.) são disfunções primariamente do sistema bioenergético informacional, e não são nem puramente psicológicas nem puramente físicas.

Pessoas diagnosticadas com fibromialgia sofrem de cansaço extremo e continuado, dores nos músculos e articulações, sensação de peso e pouca vontade ou dificuldade em fazer as actividades do dia-a-dia. É uma condição, como outras similares, muito pouco entendida medicamente e só mais recentemente levada um pouco mais a sério pela comunidade médica e a sociedade em geral. Isto deve-se em parte ao facto de não haver grandes indícios fisiológicos mensuráveis de disfunção, como alterações em certos metabolitos do sangue, inflamações musculares, problemas neurológicos, etc. Por isso facilmente se poderia supor que está tudo “na cabeça do paciente”, sabendo ele que o que sente é bem real.

Já tive o prazer e a honra de trabalhar com pacientes diagnosticados com fibromialgia, e de ajudá-los a ultrapassar os seus sintomas e o seu cansaço insidioso, ao ponto de deixarem completamente a medicação e os tratamentos médicos e de se sentirem mais livres das dores e com muita mais energia, vitalidade e clareza. O que ajudou estas pessoas foi o que ajuda toda a gente que é tratada com as terapias bioenergéticas infromacionais: a remoção de bloqueios físicos e emocionais (stress) no sistema nervoso/bioenergético, acumulados ao longo de uma vida devido a características inatas do indivíduo, e a experiências de vida menos boas. Limpando esse peso e tensões do sistema ele regenera-se e reganha a sua vitalidade naturalmente.

Continue reading “A Fibromialgia – e outras condições similares – são um problema bioenergético”

Sensibilidade

flower-sensitive_orig

20% da população mundial é altamente sensível. Não é uma doença nem uma disfunção – é uma característica altamente benéfica para a sociedade, apesar de ser negligenciada, incompreendida e muitas vezes mal tratada na nossa cultura (noutras culturas é reverenciada).

Um documentário sobre a pessoa sensível em relação, pela psicoterapeuta Elaine Aron, uma especialista no assunto (aconselho os livros dela a quem quiser saber mais):
http://hsperson.com/sensitive-and-in-love/

Não é só para doenças, mas também para melhorar performances

der-com-taca_origFoto KAI PFAFFENBACH/REUTERS

Quando vi a noticia de que Éder dedicou o golo da vitória da Selecção Portuguesa na final do Euro 2016 à sua mental coach (“treinadora mental”) Susana Torres, relembrei a importância do treino mental e do ultrapassarmos os nossos obstáculos  internos para melhorarmos significativamente a nossa performance.

A maioria dos meus clientes vêem até mim porque estão a sofrer, ora com problemas emocionais ou com sintomas físicos. Não há dúvida que as técnicas que uso são extremamente eficazes no alívio desses sofrimentos mas há um aspecto deste trabalho que geralmente é negligenciado, e é uma pena – a sua importância no aumento da performance pessoal.

Continue reading “Não é só para doenças, mas também para melhorar performances”